sexta-feira, 9 de abril de 2010

Perguntas & Respostas Sobre Hiperpigmentação

com o Dr. Tom Mammone
Director Executivo do Departamento
de Pesquisa & Desenvolvimento da Clinique

P. O que é a hiperpigmentação?
R: A hiperpigmentação é um aumento da pigmentação normal da pele numa determinada área. Existem muitos tons de pele diferentes, mas não está relacionada com nenhum em especial. A hiperpigmentação significa simplesmente a existência de mais cor do que o normal numa zona em particular e pode surgir na sequência da exposição aos perigosos raios UVA e UVB, das cicatrizes deixadas pela acne, das manchas de idade ou de alterações hormonais.

P. Quais são os diferentes tipos de manchas de hiperpigmentação que ocorrem na pele? São todas causadas pelo mesmo agente?
R: São muitas as manchas escuras diferentes que podem aparecer. A melanina é a responsável pela cor que vemos na pele, incluindo as manchas de pigmentação, mas manchas escuras diferentes têm causas diferentes. Algumas das manchas e causas mais comuns são:

Hiperpigmentação devido à exposição aos raios UV (também conhecida como manchas de idade): quando estimulada pelos raios UV, das células internas da pele (melanócitos) ficam hiperactivas, o que despoleta a actividade da tirosinase e a sobreprodução da pigmentação da melanina. Em resultado, a pele começa a formar manchas escuras.

Hiper-pigmentação devido ao processo de cicatrização, dermatite de contacto ou outra irritação: várias formas de irritação podem conduzir ao aparecimento de manchas escuras, como limpar a pele em excesso, dermatite atópica ou até mesmo acne.

Melasma ou Cloasma: surge simetricamente no lábio superior, maçãs do rosto e queixo, em mulheres com mais de 20 anos. Geralmente, considera-se que é provocado por alterações hormonais e exacerbado pela exposição aos UV. Existe também um tipo que ocorre apenas em mulheres grávidas ou que tomem contraceptivos orais ou outros medicamentos que tenham impacto nas hormonas. Neste último caso, a descoloração desaparecerá normalmente quando terminar a gravidez ou deixar de tomar os medicamentos.

Sardas Hereditárias: Estas pequenas manchas são congénitas e começam a aparecer por volta dos 3 anos de idade, e mais intensamente durante a puberdade. Depois dos 30, permanecem sensivelmente as mesmas ou tornam-se um pouco mais claras. A sua relação com os raios UV ainda permanece desconhecida. As pessoas de pele clara, cabelos ruivos ou louros e olhos azuis mostram-se mais predispostas a elas.

P. Fale-me mais sobre a melanina e de como esta funciona na nossa pele.
A melanina é o pigmento escuro que é produzido pela pele em resposta às agressões ambientais, incluindo a radiação UV, as infecções, as reacções alérgicas e os ferimentos. A melanina é formada por células especializadas da epiderme, produtoras de pigmentos, chamadas melanócitos, que são caracterizadas por pequenos braços estendidos, como um polvo. Cada uma destas células toca noutras células da epiderme – os querantinócitos – para distribuir a melanina.

Quando a pele está danificada, desencadeia uma reacção defensiva, que envia sinais aos melanócitos para começarem a tomar medidas de protecção. Em resultado, os melanócitos libertam melanina, que vai colmatar a parte superior do núcleo de uma célula cutânea. Se a melanina for produzida na pele de forma contínua e não uniforme após a agressão inicial ter desaparecido, manchas escuras e descoloração formarão a hiperpigmentação à superfície da pele.

P. Podemos controlar ou eliminar todos os tipos de hiperpigmentação?
R: Podemos atenuar a aparência de manchas escuras provocadas por melasma, cloasma e hiperpigmentação devido a exposição aos raios UV, ou resultantes do processo de cicatrização, dermatite de contacto ou outro agente irritante com produtos tópicos de cuidados da pele. Não podemos tratar as sardas hereditárias.

P. Quem é mais susceptível de apresentar pigmentação anómala?
O que constatamos é que os tipos de pele que inerentemente possuem mais melanina, ou reagem facilmente com melanina, apresentam um maior risco de descoloração. Mas toda a gente é susceptível de apresentar uma pigmentação anómala. O tipo de pigmentação anómala depende do tom natural da pele. Por exemplo, se tiver mais melanina então talvez tenha uma maior probabilidade de apresentar manchas escuras nas zonas onde ocorreram danos causados pelo sol. As peles asiáticas tendem a desenvolver manchas escuras mais cedo do que as caucasianas.

Enquanto a pigmentação tem sido um dos problemas principais na Ásia há séculos, está a tornar-se numa das principais preocupações noutras regiões, incluindo a América Latina, o Médio Oriente e África. E, visto que as peles não caucasianas apresentam um maior risco de sofrer de alguns tipos de hiperpigmentação, a pele caucasiana também é susceptível de desenvolver manchas de envelhecimento e outras anomalias pigmentares, por isso está a tornar-se um problema crescente entre as pessoas com esse tipo de pele.

P. Como é que a hiperpigmentação afecta as mulheres de diferentes etnias?
Nas mulheres caucasianas, a hiperpigmentação aparece em zonas onde ocorreram agressões solares, como manchas de idade, muitas vezes a seguir à formação de rugas. Nas mulheres afro-americanas, a hiperpigmentação resulta frequentemente de cicatrizes provocadas pela acne. Nas mulheres asiáticas, as manchas de idade surgem mais cedo do que nas mulheres caucasianas, frequentemente sem o aparecimento de rugas. E as mulheres hispânicas também apresentam aglomerados de melanina a que chamam “mancha.”

P. Por que acha que a indústria está mais atenta à hiperpigmentação?
Apesar de existirem muitas causas diferentes de hiperpigmentação, as agressões solares são o maior culpado. Os homens e mulheres que costumavam apanhar banhos de sol durante horas quando eram mais jovens agora estão a ver os resultados dos danos provocados pelos raios UV, também conhecidos por manchas de idade, e estão a procurar activamente maneiras de tratar este problema. Também estamos a mudar a nossa perspectiva sobre o bronzeado. A pele limpa e luminosa agora está na moda, e as manchas de envelhecimento notam-se mais neste tipo de pele. E finalmente dispomos da tecnologia para fazer realmente a diferença.

P. Quais são alguns dos métodos para tratar a hiperpigmentação a nível tópico?
Até a comunidade médica reconhece os desafios de tratar a hiperpigmentação. Um dos tratamentos de excelência é hidroquinona a 4%, apenas disponível com receita médica. Outros tratamentos tópicos alternativos eficazes incluem cosméticos contendo antioxidantes poderosos para ajudar a uniformizar o tom da pele.

P. Como é que certos antioxidantes são capazes de combater a hiperpigmentação?
Os cientistas reconhecem que a reacção básica de formação de melanina é uma reacção de oxidação, em que nutrientes sem cor são convertidos num pigmento chamado melanina. Todas estas reacções são facilitadas pela enzima tirosinase. Certos antioxidantes poderosos são de facto capazes de contrariar esta reacção de oxidação.

Os antioxidantes, sobretudo os polifenóis, encontram-se em muitos extractos preparados a partir de plantas e incluem a vitamina E, a vitamina C, o ácido ferúlico, a proantocianidina do vinho, os polifenóis do chá verde, o resveratrol do vinho e a genisteína da soja. Todos estes demonstraram ter algum sucesso em melhorar o tom de pele não uniforme.

Mais assinalável, o antioxidante abundante na planta Dianella Ensifolia, juntamente com outros ingredientes poderosos, desafia o desempenho da hidroquinona a 4% para uniformizar o tom de pele.


5 comentários:

Anónimo disse...

tenho manchas escuras na regiao das axilas e pescoço tenho maior trauma nao sei o fazer

Anónimo disse...

tenho axilas pescoço e virilhas escurecidas nao sei o que devo fazer pois tenho maior trauma nao tenho corage nem se que de levantar os braços dentro de coletivo nem de fazer um penteado rabo de cavalo ,pois as manchas me encomodam muito

Clinique disse...

Caros(as) Anónimos(as),

Como nos é completamente impossível aconselhá-lhos(as) assim, via internet, recomendamos que consultem um dermatologista.

Muito obrigada pela compreensão!

Anónimo disse...

Tenho manchas escuras nos braços, o que usar para clarear. Tenho pele branca.

Anónimo disse...

Tenho manchas no pescoço e na zona abdominal ja tenho a bastante tempo devo ir a um dermatologista? Ja vi imagens de manchas e n tem ninguem como as minhas o meu padrinho tambem tinha com a minha idade serao do crescimento?